quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Enfeites e efeitos

Se fosse explicar o significado de de cada coisa
 que temos nos natais de hoje
levaria a minha vida toda pesquisando,
 estudando e talvez ainda não conseguiria.
 Não quero me meter a besta,
 apenas demonstrar que quando fazemos
 nossa decoração de casa hoje
 estamos fazendo uso de  diversas culturas ,
mitos e não apenas uma decoração religiosa.
 Árvores de natal
O pinheiro é o símbolo do eterno retorno a vegetação,
para os cristãos é luz e vida.
 A árvore atual aparece no século XVI
 são enfeitadas com velas.
 No século XIX em 1837 a esposa alemã do duque de Orleans introduz esse costume a França,
 no mesmo século chegou a Inglaterra
 em 1912 nos estados unidos é inaugurada uma árvore
em  uma praça central,
no século XX torna-se tradição na Espanha e América latina 
 A estrela no cume é o símbolo máximo da iluminação.
 A estrela guia dos Reis magos

As bolinhas representam as qualidades e obrigações do ser humano como:
 esperança
austeridade
virtudes


 As luzes na árvore representam a luz que retorna aos poucos para afastar o inverno

Gnomo- da cultura escandinava
 são seres pequenos descritos como sendo elementos da terra
 foram introduzidos na cultura natalícia
 como ajudantes do Papai Noel
na fabricação de brinquedos
 Acender velas nos remete festas judaicas,
lembra também as festas pagãs do sol invencível dos romanos celebrada no solstício de inverno em 25 de Dezembro.
Na chama das velas estão presentes todas as forças da natureza, para os cristãos as velas simbolizam fé amor e vida.


 Guirlandas, proteção contra os demónios no inverno,
 o formato circular representa a esperança
 O presépio foi criado por são Francisco de Assis no século XIII
 em 1223
montou um presépio com palha que representava o ambiente do nascimento de Cristo,
com animais e pessoas.
Nesta cena foi celebrado uma missa de natal

Os anjos são mensageiros
pela melodia que entoam um novo tempo.
As primeiras canções natalícias datam do século IV
 São Nicolau passava sobre os telhados
das casas onde haviam crianças,
 que por sua vez deixam ali meias onde ele pudesse depositar
 os presentes
daqueles que tiveram bom comportamento durante o ano

 Panetone criado em Milão tem três versões mais populares
1-FOI CRIADO POR UM PADEIRO CHAMADO TONE

2- O MESTRE CUCA GIAN GALAZZO PADEIRO DUQUE DE MILÃO PREPAROU EM 1395 PARA UMA FESTA

3-UGHETTO RESOLVEU TRABALHAR EM UMA PADARIA PARA FICAR PERTO DE SUA AMADA ADALGISA INVENTOU O PANETONE ENTRE 1300 E 1400
Os cartões costumam ser atribuídos ao
britânico  Henry Cole 1843
encomendou a uma gráfica um cartão com a mensagem
" feliz natal e prospero ano novo"
pois não tinha tempo de escrever pessoalmente
para todos os amigos
As renas carregam sinos,
estes simbolizam o respeito ao chamado divino
 e são o ponto culminante entre o céu e a terra